• Duração (carga horária total): 3.250 horas
  • Modalidade: tecnológico
  • Integralização: mínima: 06 semestres; máxima: 12 semestres
  • Regime: seriado anual
  • Turno: Noturno*
  • Número de vagas: 40 (quarenta)
  • Formas de ingresso: SISU
  • Autorização: Resolução do CONSUN nº 29 de 10/10/2013
  • Reconhecimento: Portaria MEC nº36, de 27/01/2017
*Os cursos noturnos poderão incluir atividades diurnas, inclusive aos sábados.

Coordenação

  • Cheila Minéia Daniel de Paula (coordenadora)
  • Vivian Caetano Bochi (vice-coordenadora)
  • (51) 3303.8743 | Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Organização curricular

O Curso Superior de Tecnologia em Alimentos da UFCSPA está fundamentado na construção e organização de uma matriz curricular que reflete a interdisciplinaridade do curso e preconiza uma formação do profissional generalista, conforme legislação vigente. Está organizado a partir de eixos que vão ao encontro da filosofia da UFCSPA, do seu Plano de Desenvolvimento Institucional e das demandas sociais e de ensino.
A disposição da carga horária e dos planos de ensino visa a proporcionalidade nas atividades teórico-práticas e estágios supervisionados, permitindo um equilíbrio entre a formação para a articulação do ensino e da prática profissional.

O curso está estruturado para permitir ao aluno o desenvolvimento coerente e gradual, garantindo a complexidade da formação profissional, aquisição de conhecimentos e habilidades necessárias para o conhecimento ético-técnico-cultural.

A matriz curricular do Curso Superior de Tecnologia em Alimentos está dividida em três eixos: Fundamentos Teóricos, Processamento de Alimentos e Gestão e Empreendedorismo.

  1. Eixo de Fundamentos Teóricos e Saúde – prevê a fundamentação das ciências exatas e da terra aplicadas à indústria de alimentos bem como o domínio dos fundamentos de informática e idiomas.
  2. Eixo de Processamento de Alimentos – sedimentam conhecimentos específicos e tecnológicos envolvidos no processamento de alimentos através do estudo de operações físicas unitárias; conhecimento dos diferentes materiais de embalagens, bem como suas propriedades e aplicações; compreensão do desenvolvimento de planos de média complexidade, a elaboração de projetos integrados e compreender as interfaces – mercado – pesquisa – desenvolvimento – lançamento de produto.
  3. Eixo Gestão e Empreendedorismo - os conhecimentos desenvolvidos neste eixo enfocam o papel e as atribuições do tecnólogo em alimentos na gestão do negócio, pessoas e ambiente.

A organização curricular é estruturada em semestres, ao final dos quais os estudantes poderão requerer a certificação intermediária de qualificação profissional de nível cursado, conforme o disposto no artigo 5º da Resolução CNE/CP nº 3/2002. Ao ingressar no Curso Superior de Tecnologia em Alimentos, o aluno obrigatoriamente deve cumprir os semestres de fundamentação básica (1º ao 3º). Após a sua aprovação nestes, o aluno que concluir o 4º semestre receberá o Certificado de Analista de Alimentos. Com a integralização do 5º semestre o aluno adquire a certificação de Assistente de Qualidade em Alimentos. Após a conclusão de todos os semestres, do Estágio Curricular e do Trabalho de Conclusão de Curso o aluno receberá o diploma de conclusão do Curso Superior de Tecnologia em Alimentos.

Perfil do ingressante na UFCSPA

Espera-se que o público ingressante seja constituído de alunos oriundos de escolas públicas e privadas do Estado e do Brasil. Estudantes em busca da formação profissional em Saúde, com um sólido repertório de conhecimentos e cultura geral, senso crítico, iniciativa e disposição para a construção ativa dessa formação que, além de profissional é, também, humana.

Perfil do egresso do curso

O Curso Superior de Tecnologia em Alimentos da UFCSPA tem por finalidade implementar o ensino que assegure padrão de qualificação acadêmica, condizente com o exercício de toda e qualquer atividade profissional do Tecnólogo em Alimentos.

Com base nas Diretrizes Curriculares Nacionais de cursos de Tecnologia em Alimentos, Art. 6°. da Portaria INEP n° 189 de 12 de julho de 2011 é definido como perfil do profissional:

  • planejar, executar e supervisionar de forma sustentável o processo de industrialização de alimentos, conhecendo as etapas e parâmetros de processo;
  • supervisionar, orientar e controlar a produção desde a seleção das matérias-primas até o produto acabado;
  • reconhecer as diferentes operações unitárias e equipamentos envolvidos nos processos de industrialização dos alimentos, sabendo intervir na otimização dos processos e dos produtos;
  • desenvolver e/ou adaptar tecnologias visando à produtividade e competitividade com responsabilidade social e ambiental;
  • desenvolver novos produtos e processos em consonância com a legislação vigente;
  • garantir que os alimentos produzidos sejam seguros do ponto de vista químico, físico e microbiológico;
  • desenvolver produtos que possam beneficiar a saúde em consonância com os preceitos dos órgãos nacionais e internacionais de saúde;
  • planejar, executar e controlar a qualidade nutricional, físico-química, microbiológica e sensorial da matéria-prima, insumos, produtos e processos da indústria de alimentos;
  • acompanhar, controlar e supervisionar os processos de higienização na indústria de alimentos;
  • aplicar métodos e técnicas que garantam a conservação dos produtos alimentícios;
  • aplicar os processos físicos, químicos, bioquímicos e microbiológicos inerentes à tecnologia de alimentos;
  • aprimorar com técnica e tecnologia a área de alimentos, assumindo ação empreendedora em pesquisa e inovação, com consciência de seu papel social.

Dessa forma, o perfil esperado do egresso da UFCSPA deverá ser de um profissional que, a serviço da saúde do ser humano e da coletividade, atuará nas 4 áreas: planejamento, operacionalização, gerência e supervisão.