Foto tirada antes da pandemia na escadaria da universidade

Em 11 de janeiro de 2008, a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre (FFFCMPA) alcançava sua posição como universidade, tornando-se a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. A única Instituição Federal de Ensino Superior brasileira especializada em saúde.

Ao longo de sua história, a UFCSPA tem conquistado seu espaço com empenho e muita dedicação, destacando-se no ensino, pesquisa, internacionalização, ações sociais e inovação em saúde. Hoje, a universidade possui 16 cursos de graduação, 64 programas de Residência Médica, três de Residência Multiprofissional, um Programa de Residência Uniprofissional e 12 programas de Pós-Graduação Stricto Sensu. Para mais, a universidade integra a rede de instituições da Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNASUS), oferecendo o Curso de Especialização em Saúde da Família para médicos, enfermeiros e dentistas.

Com conceito máximo na avaliação do Ministério da Educação (MEC), a UFCSPA possui o melhor ensino de graduação no Rio Grande do Sul e o segundo melhor em nível nacional. Na Pós-Graduação, a instituição segue os mesmos níveis de excelência.

Presente também em diversos ranqueamentos internacionais, a UFCSPA é a terceira melhor instituição superior do Brasil, sendo a segunda melhor entre as federais e a quinquagésima sétima melhor do mundo, no que diz respeito aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para a saúde, bem-estar e igualdade de gênero, segundo o World University Rankings, organizado pela revista Times Higher Education (THE).

E não fica por aí! A universidade está presente nos rankings das melhores universidades de países com economia emergente e melhores universidades jovens. É reconhecida como a octogésima oitava melhor universidade da América Latina, também segundo rankings da THE. No Quacquarelli Symonds Rankings (QS) a universidade destacou-se entre as seiscentas melhores na área da medicina.

Protagonismo no enfrentamento à pandemia da Covid-19

Desde o início da pandemia, a UFCSPA tem ocupado papel central na luta para evitar a propagação do vírus SARS-CoV-2, quanto para entendê-lo cientificamente e ajudar a elaborar protocolos para diagnosticar, tratar e curar aqueles que desenvolvem a Covid-19. Seu protagonismo no enfrentamento à pandemia é consequência direta do envolvimento de grande proporção da comunidade universitária com ações de enfrentamento à Covid-19, tanto na assistência em saúde nos locais de prática e ações essenciais na própria universidade, quanto nas pesquisas.

Os desafios em meio à crise sanitária são muitos, mas a universidade teve exemplar atuação na adequação do ensino à distância e apesar das limitações técnicas, financeiras, de infraestrutura física e humana, ela esteve, a todo momento, promovendo meios para manter o ensino de qualidade e estabelecendo estratégias institucionais para contribuir com o enfrentamento da Covid-19.

Um bom exemplo, é o trabalho do Comitê Assessor de Informações Estratégicas e Respostas Rápidas à Emergência em Vigilância e Saúde Referentes à Covid-19 (COE-UFCSPA). O grupo, composto por docentes especialistas em epidemiologia, infectologia, virologia, biossegurança e vigilância em saúde, técnico-administrativos, técnicos de laboratório, bolsistas de apoio técnico; apoio à pesquisa e estudantes; tornou-se referência no monitoramento da pandemia, ao elaborar recomendações sobre prevenção, bem como para estabelecer protocolos de biossegurança, e instruir normativas quanto às medidas administrativas, de logística e de engenharia, necessárias para seu enfrentamento.

Entre 2020 e 2021, mais de 100 macro-ações institucionais foram realizadas diretamente pela UFCSPA, e desdobradas em outras centenas de micro-ações para mitigar os efeitos da Covid-19 na sociedade. Alguns exemplos, foram a produção e doação de álcool-gel e Equipamentos de Proteção Individual (EPI), testagem e análise em apoio ao Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul (LACEN) e à Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (ISCMPA), campanhas de vacinação para gripe, prestação de orientações telefônicas e produção de materiais educativos distribuídos e veiculados em diferentes mídias com informações sobre a prevenção e contágio do novo coronavírus. Também estão sendo realizadas ações para promoção de bem-estar e saúde, fabricação digital para reposição de peças e componentes utilizados em hospitais no combate ao coronavírus. Não podemos deixar de destacar, as campanhas de solidariedade que estão levando não somente roupas e alimentos para as pessoas que mais precisam, mas também informação e acolhimento.

A gestão da universidade esteve, ainda, realizando diferentes estratégias para prevenção e promoção à saúde de seu corpo funcional e discente, incluindo o acolhimento em saúde mental, telemonitoramento, além de elaborar o ‘Mapa da Saúde UFCSPA”, que tem orientado o planejamento do retorno das atividades presenciais de modo saudável e seguro.

Para mais, a universidade atualiza em tempo real todas as estratégias desenvolvidas no enfretamento à pandemia da Covid-19. As informações completas podem ser acessadas no portal: https://www.ufcspa.edu.br/vida-academica/saude-e-bem-estar/coronavirus-covid-19

A jovem universidade carrega consigo uma longa e vasta trajetória desde que surgiu como base na formação dos médicos da Santa Casa de Porto Alegre em março de 1961. A data que marca hoje seus tenros 14 anos não refletem todo seu histórico de existência, mas demarca o ponto de partida para projetos maiores.

Enquanto agente transformador frente às diferentes formas de desigualdade no país, a UFCSPA, legitimada como instituição inovadora e inclusiva, referência nacional no ensino na saúde e produtora de conhecimento de impacto internacional, para promover inclusão e equidade mantendo o princípio de que a educação pública e de qualidade é um direito de todos.