UFCSPA foi uma das instituições parceiras na criação do projeto.

A proposta de criação do Centro de Inteligência Artificial aplicado à Saúde (CIAA-Saúde), coordenada pela UFMG em parceria com UFCSPA, UFPel, Unisinos, PUCRS, UFRGS e UFAM, foi contemplada pelo edital Fapesp/MCTIC 2020. O Centro de Inovação em Inteligência Artificial para a Saúde (CIIA-Saúde) ficará sediado no Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e contará com uma rede de 130 pesquisadores que atuarão no estudo das tecnologias de inteligência artificial para a investigação de prevenção e qualidade de vida, diagnóstico, prognóstico e rastreamento, medicina terapêutica, gestão de saúde, epidemias e desastres. 

Apenas seis propostas dentre 19 enviadas ao edital foram aprovadas. A Fapesp, o MCTI e o CGI.Br disponibilizarão R$ 1 milhão por ano para cada um dos novos centros por um período de até dez anos. Valor idêntico será aportado pelas empresas parceiras, totalizando R$ 20 milhões por Centro.

O PPG-TIGSaúde e do Grupo de Pesquisa CNPq SINTELSaúde (Sistemas Inteligentes Aplicados à Saúde) da UFCSPA, na figura do professor Sílvio César Cazella, participaram da escrita da proposta. A coordenação das atividade será do professor Virgílio Almeida, da UFMG.